Site de A a Z ///
Siga-nos:
 

▶ Divulgação ///

<< Voltar ///

11/07/2017 - 16h55

Comissão debate adequação de regiões metropolitanas ao Estatuto da Metrópole

Por Kharina Guimarães

((Descrição do áudio))

As adequações previstas na legislação que regulamenta a Região Metropolitana de Curitiba foram discutidas durante reunião da Comissão de Relações Federadas e Assuntos Metropolitanos da Assembleia Legislativa do Paraná nesta terça-feira (11). As modificações tem como base o Estatuto da Metrópole e precisam ser aprovadas até janeiro de 2018.

Criada em 1973 com 14 municípios, a Região Metropolitana de Curitiba integra hoje 29 cidades com quatro milhões de habitantes e se transformou na 5ª economia do país. Um novo plano de desenvolvimento integrado está em desenvolvimento e vai priorizar a proteção ao meio ambiente, a mobilidade urbana e a governança interfederativa. Este último item é uma das medidas previstas pelo Estatuto da Metrópole, em vigor desde janeiro de 2015.

Segundo o presidente da Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba, Omar Akel, as alterações preveem uma gestão compartilhada entre governo e municípios e a integração de interesses comuns.

Sonora

A Comissão de Relações Federadas e Assuntos Metropolitanos tem participado dos debates sobre a reestruturação das oito regiões metropolitanas do Paraná e também do processo de elaboração de um projeto de lei para adequação da legislação estadual. Para o presidente da comissão, deputado Alexandre Guimarães (PSD), a integração é a base para o desenvolvimento das regiões metropolitanas.

Sonora

Da Assembleia Legislativa do Paraná, repórter Kharina Guimarães.