Site de A a Z ///
Siga-nos:
 

▶ Divulgação ///

<< Voltar ///

12/07/2017 - 17h51

Abril será o mês de prevenção a doenças que podem levar à cegueira

Por Claudia Ribeiro

(Descrição do áudio))

Duas sessões  plenárias aconteceram nesta quarta-feira (12) na Assembleia Legislativa, últimas antes do recesso parlamentar, que termina no dia primeiro (1) de  agosto. Os deputados analisaram pelo menos 11 propostas. Entre elas, em redação final,  a do deputado Dr. Batista (PMN) e  Schiavinato (PP), que cria a  campanha “Abril Marrom” de prevenção e combate a cegueira, sendo uma das principais causas, o glaucoma. De cada dez casos de cegueira registrados no mundo, oito poderiam ser evitados se fossem detectados precocemente.  Por isso, a importância da prevenção, do diagnóstico precoce e do tratamento adequado.

 Outra proposta que passou e que também foi apresentada por   Dr. Batista prevê a obrigatoriedade da realização do teste do quadril nos recém-nascidos nas maternidades públicas e privadas do  Paraná. O objetivo é prevenir doenças que podem afetar até o desenvolvimento dos bebês, se não forem  detectadas precocemente, além de prevenir outros  problemas nas articulações. Nos mesmos moldes do teste do coraçãozinho, por exemplo,  o teste do quadril deve ser feito antes que o recém-nascido deixe a  maternidade, seja ela pública ou particular.

 Outro  projeto, mas do deputado Ademar Traiano (PSDB), que  altera um anexo  da Lei Orçamentária Anual de 2016,  aprovado durante as sessões, tem a finalidade de garantir a destinação de  recursos para obras de prevenção a incêndios e de segurança para uma das unidades do Pequeno Cotolengo, que fica em Curitiba. O Pequeno Cotolengo Paranaense é uma instituição que atua com o objetivo de oferecer acesso a acolhimento, saúde e educação para pessoas com deficiência intelectual e motora.

Da Assembleia Legislativa do Paraná, repórter Cláudia Ribeiro.