Site de A a Z ///
Siga-nos:
 

▶ Divulgação ///

<< Voltar ///

16/04/2018 às 11h51 > atualizado em 20/04/2018 às 15h10

Plenário da Assembleia Legislativa receberá mais um aulão preparatório para o Enem

Por Eduardo Santana.

O Plenário da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) se transformará mais uma vez em uma grande sala de aula. No próximo dia 22 de maio, 600 alunos do 3º ano do Ensino Médio de escolas estaduais de Curitiba participam de um aulão preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A iniciativa faz parte do “Projeto Assembleia no Enem”, uma parceria entre o Poder Legislativo estadual e o Grupo Eureka. O aulão também será transmitido ao vivo pela TV Assembleia e pelo facebook da Alep.

A quarta edição do aulão no Plenário da Assembleia será uma oportunidade para os estudantes tirarem dúvidas, reforçarem os conteúdos aprendidos em sala de aula e, principalmente, conhecerem o método utilizado no exame nacional. “Neste primeiro aulão na Alep do ano os nossos 21 professores vão abordar todas as áreas de conhecimento que caem nas provas do Enem, que são Ciências Humanas, Ciências da Natureza, Matemática, Linguagens e Redação. Esta aula acontece exatamente seis meses antes do primeiro dia de prova, então vamos provocar os alunos a começar a intensificar a preparação para as provas do Enem”, destaca o professor Marlus Geronasso, coordenador do Eureka.

Segundo o presidente da Assembleia, deputado Ademar Traiano (PSDB), esse será mais um momento singular para a história da Assembleia, coroando o processo de sua ampla abertura para a comunidade. “Esse aulão é mais um exemplo de que é perfeitamente possível fazer política envolvendo a comunidade como um todo, trazendo esses estudantes para dentro da Casa”, destaca.

Caderno de exercícios – Neste primeiro aulão de 2018, a Assembleia Legislativa distribuirá para os alunos participantes um novo caderno de exercícios com conteúdos selecionados pelos professores do Grupo Eureka. As questões que compõem a publicação foram atualizadas e revisadas com objetivo apresentar aos estudantes todas as áreas de conhecimento que serão abordadas na prova do Enem em 2018. “O aluno precisa estar a par, estar familiarizado e ter um horizonte de produção. Ele precisa entender como as questões são cobradas, como os conteúdos são aplicados e como fazer a interpretação necessária para desenvolver o seu texto”, explica o professor Marlus.

Datas – Assim como aconteceu em 2017, os alunos inscritos no Enem 2018 realizarão as provas em dois domingos, em 4 e 11 de novembro, e não mais em dois dias seguidos. Para o professor Marlus, a mudança de calendário poderá trazer benefícios para os estudantes. “Este formato de aplicação de provas em dois domingos facilita muito para os estudantes, principalmente aqueles que têm religião que professa o sábado como seu dia santificado e eram obrigados a ficar em horário de prova durante o dobro do período de tempo, ou até mais. Os demais alunos não terão aquela maratona em um fim de semana apenas. Isso pode ser benéfico. Um benefício de tempo e de assimilação de conteúdos para a concepção dos dois dias de provas”, ressalta Geronasso.

Projeto – Este é o quarto ano da parceria entre a Assembleia Legislativa do Paraná e o Eureka no projeto de preparação dos estudantes para o Enem. Neste período, já foram produzidas mais de 500 videoaulas com os conteúdos obrigatórios para quem vai participar do exame. Em 2016, os aulões no Plenário reuniram mais de 1,2 mil alunos e o 1º Concurso de Redação envolveu outros 48 mil estudantes da rede pública de educação. Todo o conteúdo originado dessa parceria é disponibilizado gratuitamente e pode ser acessado em um canal exclusivo no site da Assembleia. Basta clicar na aba ‘Destaques’ e depois em ‘Assembleia no Enem’. A Assembleia Legislativa também produziu uma apostila para estudo dos alunos, com conteúdo de todas as disciplinas exigidas no exame nacional.

O Grupo Eureka surgiu há quatorze anos por iniciativa de professores da rede pública que desejavam oferecer apoio extra aos seus alunos no processo de preparação para o ingresso no ensino superior. O programa oferece reforço aos conteúdos já trabalhados pelos estudantes em sala de aula, sem substituir a rotina tradicional de estudos na escola.