Site de A a Z ///
Siga-nos:
 

▶ Divulgação ///

<< Voltar ///

05/11/2018 às 16h06 > atualizado em 05/11/2018 às 16h27

Em nova etapa, Parlamento Universitário promove reuniões de oito comissões técnicas

Por Trajano Budola

Em uma nova rodada de reuniões das suas comissões técnicas, o Parlamento Universitário, coordenado na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) pela Escola do Legislativo, analisou na tarde desta segunda-feira (5) pareceres a 35 projetos de lei previamente aprovados pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Foram oito comissões que analisaram, nesta etapa, o mérito das propostas, que começam a ser discutidas em Plenário já na próxima quarta-feira (7).

Durante os trabalhos, o grupo de acadêmicos recebeu a visita da vice-presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, desembargadora Lídia Maejima, que levou palavras de apoio aos participantes da empreitada. “É de suma importância no aprendizado para suas carreiras futuras. Quanto mais politizado um povo, maior se torna um país, na medida em que o senso crítico e a avaliação dos cidadãos melhoram. Vocês terão condições de aproveitar esta oportunidade e, quem sabe um dia, se tornarem bons deputados”, afirmou.

Para o diretor da Escola do Legislativo, Dylliardi Alessi, o prestigiamento da desembargadora reforça os objetivos do Parlamento Universitário, quais sejam, permitir aos participantes a compreensão do funcionamento dos Poderes do Estado. Na quinta-feira passada (1º), os acadêmicos também foram recebidos pela governadora Cida Borghetti no Palácio Iguaçu, em Curitiba, para uma conversa informal sobre a administração estadual. “Nossa formação não é apenas no processo legislativo e de organização da Assembleia Legislativa, mas também privilegiamos o contato com autoridades que representam as demais instituições do Paraná, os demais Poderes”, explicou Alessi.

Evolução – Ainda de acordo com o diretor do Parlamento Universitário, é visível a melhora dos participantes no entendimento dos processos, após o cumprimento de cada nova etapa. Ele avalia positivamente os relatórios apresentados nas comissões temáticas e técnicas, promovendo debates de alto nível, com análises bem elaboradas e calcadas em estudos das Constituições Federal e Estadual. “A grande maioria dos alunos foi pesquisar a fundo a matéria de cada um dos projetos, em temas variados como Saúde, Meio Ambiente, Obras Públicas, Comunicação. Eles diligenciaram informações, pesquisaram legislações similares e contribuíram para que os projetos originais fossem aprimorados com emendas ou com comentários pertinentes”, afirmou.

As oito comissões que se reuniram nesta segunda-feira foram: Comissão de Finanças e Orçamento; Comissão de Agricultura e Meio Ambiente; Comissão de Obras Públicas, Transportes e Comunicação; Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia; Comissão de Segurança Pública; Comissão de Saúde Pública; Comissão da Indústria e Comércio e Defesa do Consumidor; Comissão de Cultura, Esporte e Turismo; e Comissão de Direitos Humanos e da Cidadania.

 



Notícias mais lidas

Destaques